• Flavia Andrade

A reforma da previdência e a perda da qualidade de segurado

** Por: Dr. Cassio Faeddo



Mas é insofismável que manter a condição de segurado do INSS até 65 anos será um grande desafio para os trabalhadores da iniciativa privada. (Foto: Divulgação/Assessoria)

Enquanto a oposição trava batalha que sabe perdida no Congresso Nacional, parece passar ao largo um tema que certamente afetará aqueles que pretendem um dia conseguir a aposentadoria junto ao INSS: manter a condição de segurado.


É sabido que após os 40 anos muitos trabalhadores não encontram novos postos de trabalho. Permanecem como autônomos, fazem “bicos “ e com isso deixam de recolher a cara cota previdenciária mensal.


Nessa situação logo perdem a condição de segurado prevista no artigo 15 da Lei 8.213/91, Regime Geral da Previdência.

Surgirá um importante problema social que deverá obrigatoriamente ser resolvido. Como garantir que o futuro idoso tenha algum amparo nessa situação? O que fará o governo para evitar esse colapso social?


Perguntas ainda sem debates e respostas.

Mas é insofismável que manter a condição de segurado do INSS até 65 anos, será um grande desafio para os trabalhadores da iniciativa privada


Sobre o Dr. Cassio Faeddo


Mestre em Direitos Fundamentais pelo UNIFIEO. Especialização em Direito do Trabalho, Processo do Trabalho. Graduado em Direito pela Universidade Paulista (1994). Graduado em hotelaria pela Faculdade de Tecnologia Hebraico Brasileira Renascenca (1987). É professor de Direito tendo lecionado no Centro Universitário Senac, Anhembi Morumbi e Unibero. Tem especialização em Direito Internacional.

5 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade