• Flavia Andrade

Abraceel disponibiliza simulador de economia no Senado Federal


A Abraceel, que há muito tempo pleiteia esse direito para todo cidadão brasileiro, participou da primeira audiência pública e encerra sua contribuição com um simulador de energia disponibilizado na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal durante este último dia de debate. (Foto: Divulgação/Assessoria)

O Senado Federal realiza, na manhã deste dia (22), a última audiência pública sobre o Projeto de Lei do Senado nº 232 de 2016, que propõe o aprimoramento do modelo comercial do setor elétrico, garantindo a todos os consumidores a portabilidade da conta de luz. 


O Projeto de Lei foi apresentado pelo ex-senador Cássio Cunha Lima e o relator na Comissão de Serviços de Infraestrutura, atual comissão que analisa o projeto, é o senador Marcos Rogério (DEM/RO).


A Abraceel, que há muito tempo pleiteia esse direito para todo cidadão brasileiro, participou da primeira audiência pública e encerra sua contribuição com um simulador de energia disponibilizado na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal durante este último dia de debate.


Os presentes poderão calcular quanto economizariam, caso tivessem a liberdade de escolher o seu fornecedor de energia, assim como já acontece com os grandes consumidores.


Sobre a Abraceel: A Abraceel - Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia defende o direito da livre escolha do fornecedor de energia elétrica, a chamada portabilidade da conta de luz, e de gás natural pelos consumidores. Foi fundada no ano 2000 e atualmente conta com 93 empresas associadas, que comercializam 85% do volume de energia elétrica do segmento. Tem a finalidade de atuar junto à sociedade em geral, formadores de opinião, órgãos de governo, incentivando a livre competição de mercado como instrumento de eficiência nas áreas de energia elétrica e gás natural. Nos últimos 16 anos, os consumidores do Mercado Livre de energia elétrica economizaram aproximadamente 118 bilhões de reais nas contas de eletricidade. Atualmente esse mercado representa 30% de toda a energia elétrica consumida no Brasil e atende a cerca de seis mil consumidores livres e especiais, que estão entre os maiores do país. Nesse particular, merece destaque que os preços da energia no Mercado Livre foram em torno de 29% menores que as tarifas reguladas das distribuidoras no mesmo período.


(** Com informações da Assessoria)

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade