• Flavia Andrade

ALSHOP propõe abertura dos shoppings por oito horas diárias


(Foto: Marcos Serra Lima/ G1)

A ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), propõe a abertura dos shoppings por oito horas diárias para evitar perdas maiores no setor do varejo. Atualmente, os empreendimentos funcionam apenas por seis horas na capital paulista, das 16h às 20h, e a intenção é alterar esse horário para que os shoppings funcionem entre 12h e 20h ou até mesmo até 22h. 

“O setor do varejo adotou protocolos sanitários muito rígidos que funcionam a contento nos estabelecimentos, queremos aumentar o horário o que distribui o fluxo de clientes e reduz eventuais riscos de aglomeração.”, comenta Nabil Sahyoun, presidente da ALSHOP.

Segundo Sahyoun, mesmo com o movimento crescendo aos poucos, os impactos com desemprego e 10% das lojas que não voltarão a abrir pode ser evitado com a movimentação ampliada. “No caso de São Paulo, abrir ao meio dia melhora o chamado ‘movimento do almoço’ especialmente em empreendimentos próximos a regiões comerciais que vivem desse fluxo.”, explica. O horário ampliado permitiria às praças a reabertura para duas refeições e movimento distribuído ao longo do dia. 

Protocolos e movimento nos shoppings  A ALSHOP adotou 20 protocolos sanitários para a retomada do comércio iniciada em maio em vários estados, e em 11 de junho na capital paulista. 

“Como já prevíamos o consumidor está cauteloso e não se aglomera em centros de compra, que são ambientes controlados. Distribuir o tempo de abertura colabora para essa segurança e evita que o prejuízo seja ainda maior.”, estima, Nabil Sahyoun.

Como forma de atenuar os impactos econômicos negativos por conta da pandemia do novo coronavírus, a ALSHOP tem se empenhado no diálogo com o poder público, de concessão de crédito para empreendedores e no apoio a medidas como a ampliação da MP 936, aprovada nesta semana.


1 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade