• Flavia Andrade

Bolsonaro passa por cirurgia para retirar bolsa de colostomia e religar intestino

Após a cirurgia, presidente da República deverá ficar 10 dias internado e pretende despachar do Hospital Albert Einstein questões do país



Após a cirurgia, presidente da República deverá ficar 10 dias internado e pretende despachar do Hospital Albert Einstein questões do país (AlanSantos/PR)

Na manhã desta segunda-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro começou a ser operado, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O procedimento é necessário para retirar a bolsa de colostomia e religar o trânsito intestinal de Bolsonaro.


A cirurgia começou por volta de 6h30, conforme a assessoria de imprensa da Presidência. A previsão é que o procedimento dure três horas e a recuperação, dez dias.


O médico responsável pela retirada da bolsa de colostomia e religação do intestino do Presidente é o gastroenterologista Antônio Luiz Macedo. De acordo com a apuração do Fantástico, dois tipos de procedimentos poderão ser adotados pelos médicos.


Entre as medidas que poderão ser utilizadas, a primeira possibilidade é unir as duas pontas do intestino grosso que foram separadas para a colocação da bolsa, onde a fixação pode ser feita com sutura, utilizando agulha e linha cirúrgicas, ou com um grampeador cirúrgico.


Outra possibilidade é o corte de aproximadamente 20 centímetros do intestino grosso e ligar a outra ponta diretamente ao intestino delgado, que tem mais irrigação sanguínea do que o intestino grosso. Quanto mais sangue circulando, mais fácil e rápida é a cicatrização. Sendo este segundo procedimento, o mais provável, porque ajuda a prevenir complicações futuras.


O presidente da República, Jair Bolsonaro chegou a São Paulo neste domingo (27), onde passou por uma avaliação clínica, sendo submetido a exames laboratoriais e de imagem no hospital, e teve a cirurgia de retirada da bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito intestinal confirmada.


Após ter recebido à facada de Adélio Bispo de Oliveira, Jair Bolsonaro ficou com a bolsa de colostomia junto ao corpo. A bolsa serve para encaminhar as fezes e os gases do intestino grosso para fora do corpo, na região abdominal. Esta é a terceira cirurgia à qual Bolsonaro é submetido desde o ataque.

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade