• Flavia Andrade

Bombeiros estimam desaparecimento de cerca de 200 pessoas em Brumadinho

Equipe com 51 militares e seis aeronaves estão fazendo o atendimento na região



Equipe com 51 militares e seis aeronaves estão fazendo o atendimento na região (Divulgação/CorpodeBombeiros)

Nesta tarde de sexta-feira (25) o Corpo de Bombeiros que trabalha com 51 militares, e que contam ainda com seis aeronaves, estimam o desaparecimento de aproximadamente 200 pessoas após o rompimento da Barragem da Mina Feijão, em Brumadinho (MG). A estrutura, que pertence à Vale, liberou no meio ambiente um volume ainda desconhecido de rejeitos de mineração.


O Hospital João XXIII, o qual está mobilizado para o atendimento das vítimas da barragem, acionou um plano de atendimento para múltiplas vítimas de catástrofes. Até o momento, a instituição confirmou a chegada de duas pacientes, de helicóptero.


O Corpo de Bombeiros divulgou nota informando que o Sistema de Comando de Operações (SCO) está estruturado no Centro Social do Córrego do Feijão, em Brumadinho. "Vários órgãos, principalmente de segurança pública, estão no local e em reunião neste momento definindo as estratégias de atendimento", diz a nota.

1 visualização0 comentário