• Flavia Andrade

Câmara debate envolvimento da sociedade na luta contra a criminalidade


Sessão Ordinária desta segunda-feira (11)

Após o caso de feminicídio da professora Nádia Sol Neves Rondon, os vereadores debateram na sessão desta segunda-feira, (11), a necessidade de sensibilizar e conscientizar toda a sociedade sobre a importância de uma ampla mobilização para acabar com a violência contra a mulher na região.Após o caso de feminicídio da professora Nádia Sol Neves Rondon, os vereadores debateram na sessão desta segunda-feira, (11), a necessidade de sensibilizar e conscientizar toda a sociedade sobre a importância de uma ampla mobilização para acabar com a violência contra a mulher na região.


Para o presidente da Casa, vereador Roberto Façanha, o qual Classificou o assassinato da professora como “um crime hediondo que tem que ser punido com todos os rigores da lei”.


Pela manhã, os parlanentares participaram de manifestações na cidade, entre elas, a que ocorreu em frente a Fórum da Comarca, onde aconteceu a audiência de custódia de Edevaldo Costa Leite, acusado de matar com 36 golpes de faca a professora Nádia Sol Neves, por não aceitar a separação. A prisão foi mantida pelo juiz da Vara de Execuções Penais, André Luiz Monteiro e Edevaldo foi levado para o presídio masculino.


Utilizando a Tribuna, o vereador Tadeu Vieira disse que é preciso deixar de lado as siglas partidárias, somar forças e cobrar. Para ele, “a responsabilidade é de todos, se do necessário trabalhar juntos com toda a sociedade, por melhores dias para as mulheres”, afirma.


Vereador enfatiza também a necessidade da união entre os colegas, para tornar realidade a Casa da Mulher Brasileira – Pantaneira. Ainda segundo parlamentar, o prefeito Marcelo Iunes já tem até uma área definida para a construção da sede, e que a deputada federal Bia Cavassa, e o deputado estadual Evander Vendramini, são parceiros nesta empreitada.


Tadeu Vieira destaca que, “A Casa da Mulher Pantaneira será um centro de atendimento humanizado, especializado em atendimento à mulher em situação de violência doméstica, dotado de Juizado Especial para atendimento à mulher; núcleo especializado da Promotoria e da Defensoria Pública; Delegacia da Mulher; alojamento de passagem, apoio psicossocial, além de outros setores”, e ainda sugere que o espaço leve o nome de Nádia Sol.


De acordo com o vereador Manoel Rodrigues, “Precisamos conhecer detalhes e fazer com que o trabalho, as ações sejam conjuntas, com participação de todos, para buscarmos soluções, vencendo este desafio”.


Durante a sessão o vereador Manoel Rodrigues apresentou um requerimento em caráter de urgência, solicitando junto à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública e ao deputado estadual Evander Vendramini, a implantação do atendimento 24 horas na Delegacia da Mulher em Corumbá, inclusive nos finais de semana e feriados.


“É importante que a delegacia nesta cidade funcione interruptamente durante a noite e nos fins de semana para garantir o atendimento às vítimas e a continuidade das investigações dos casos. À noite e também aos sábados, domingos e feriados, são períodos em que mais costumam ocorrer agressões a mulheres, pelo motivo óbvio de que são nesses horários que os homens costumam mais estar com as mulheres, sem contar outras razões como o aumento do consumo de álcool e outras drogas. Por isso, é preciso que a delegacia funcione ininterruptamente”, conclui.


6 visualizações0 comentário