• Flavia Andrade

Camaleão Grupo de Dança abre programação da Mostra Horizontes Urbanos


(Foto: Divulgação)

Criada para ser apresentada em ambientes diversos, a versão que integra a programação do Horizontes Urbanos tem como cenário a sede da Ceasa Minas, propondo uma experiência diversa para o público e para os bailarinos.


Com 37 anos de atividades, colecionando vários prêmios e dezenas de espetáculos no currículo, o Camaleão Grupo de Dança foi o escolhido para abrir oficialmente a programação da Mostra Internacional de Dança, Horizontes Urbanos, que terá início nesta quarta(14) e segue até domingo(18). Esta edição, realizada em formato totalmente digital, apresenta o tema “A noite de cada um”, propondo aos artistas a interação com a cidade durante o período noturno. Por conta disso, as transmissões dos espetáculos e bate-papos que integram a programação do Horizontes Urbanos estão previstas para começar sempre às 23h, avançando pela madrugada.

A primeira montagem exibida nesta edição da mostra será VERGA, um dos mais novos espetáculos do Camaleão Grupo de Dança. A apresentação que faz parte da programação foi gravada na CeasaMinas especialmente a mostra. VERGA é primeiro espetáculo construído apenas por membros da equipe, sem um coreógrafo convidado, uma assinatura do grupo. O resultado visto em cena surgiu através de um processo de criação coletiva dos bailarinos Índio Oliveira, Sara Marchezini, Dewson Mascote, Luciana Lanza e Samuel Samways e a diretora artística do grupo, Inês Amaral, que assina, também, a direção coreográfica e artística da obra.

A concepção deste trabalho transita entre a resistência e a liberdade como possíveis formas de reação às relações de poder. Não somente como oposição, mas como uma maneira de pensar e agir através do autoconhecimento, onde resistir não significa apenas reagir, mas, também, criar. Para discutir essas questões o grupo se apoia nas linguagens que vem investigando, principalmente na capoeira. Há 6 anos o elenco desenvolve um intenso trabalho de pesquisa sob a condução do Mestre Agostinho, do Grupo Ginga - BH.

A fundadora e diretora geral da companhia, Marjorie Quast, destaca "estamos apresentando um trabalho que é fruto de uma pesquisa que vem sendo trabalhada coletivamente já há algum tempo. Nós sempre trabalhamos com coreógrafos convidados, o que é bastante importante em nossa missão de transitar em vários locais diferentes. Mas, acompanhar a nossa evolução, nossa história, e perceber que hoje somos capazes de elaborar e construir nossas pesquisas para criar nossas produções de forma independente, nos enche de orgulho!", conta Quast.

Atualmente o grupo conta com direção geral de Marjorie Quast e direção artística de Inês Amaral, que em alguns projetos também atua como bailarina. A rotina do Camaleão inclui aulas de preparo e prevenção, ministradas pela profissional da Academia FIVE, Laura Malheiros, capoeira regional com Mestre Agostinho do Grupo Ginga e Pilates com a fisioterapeuta Clara Lodi. Além disso, o Camaleão Grupo de Dança segue na pesquisa de dança contemporânea através da técnica Continuum (Omar Carrum – ME), conduzida pela Diretora Artística Inês Amaral que hoje faz parte da rede de professores dessa técnica. Durante o período de isolamento sócia, o grupo vem trabalhando intensivamente em diversos projetos, sendo que serão lançados em breve. Ficha técnica VERGA:

Direção Geral: Marjorie Quast Direção Artística e Coreográfica: Inês Amaral Interpretes: Eliatrice Gischewski, Fabio Costa, Glaydson Oliveira, Luciana Lanza, Samuel Samways. Figurinos: Camaleão Grupo de Dança Edição e Finalização da Trilha Sonora: Glaydson Oliveira Produção e Realização: Núcleo Artístico e Camaleão Grupo de Dança Classificação indicativa: Livre Teaser(gravado antes da pandemia): https://www.youtube.com/watch?v=6WxFeZ1uOQg

0 visualização0 comentário