• Flavia Andrade

Com o preço mais caro do Estado, vereador solicita vistoria do Procon em Coxim

No município de Coxim o valor se manteve inalterado em R$ 91,67



No município de Coxim o valor se manteve inalterado em R$ 91,67 (Divulgação)

Vereador Mecias Alves (PEN) solicitou ao Procon uma fiscalização nas empresas distribuidoras de Gás no município, após receber denúncias da população e sites de notícia da região. Atendendo ao pedido do vereador, a equipe de fiscalização do Procon de Coxim esteve nas empresas que fornecem gás para entregar o ofício nº 16/2019, onde solicitou informações sobre a diferença do preço praticado na cidade perante os outros municípios do Estado.


Conforme o último levantamento da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço do gás de cozinha obteve leve queda no Estado, porém a diferença de valor chega a 74,54%, a pesquisa foi realizada entre 27 de janeiro e 2 de fevereiro.


Durante a semana, a redução foi de 1,39%, fechando com média de R$ 70,74, menor valor do ano, sendo 2,3% acima da média nacional, que fechou a semana custando R$ 69,14, porém ficou 8,5% mais baixa que a média registrada no Centro-Oeste, a qual apontava valor de R$ 77,33.


A ANP pesquisou cerca de 115 estabelecimentos em 7 municípios, onde o botijão de 13 kg mais barato foi encontrado na Capital por R$ 55 e o mais caro chegou a R$ 96 em Coxim.

Na cidade de Corumbá foi registrada a maior queda percentual na comparação semanal. O produto, que custava R$ 90, entre 20 e 26 de janeiro, chegou aos R$ 85, redução de 5,55%. Na Capital, o preço médio foi de R$ 66,50, queda de 2,13%. Já em Três Lagoas a desvalorização foi de 1,19%, fechando ao custo de R$ 58,86.


Em quatro municípios de Mato Grosso do Sul, o valor do botijão se manteve inalterado: Coxim (R$ 91,67), Dourados (R$ 71,59), Nova Andradina (R$ 80,91) e Ponta Porã (R$ 69).

2 visualizações0 comentário

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade