• Flavia Andrade

Conscientização e incentivo ao parto humanizado é transformado em lei e será edição de livro


(Foto: Mel Melissa)

Cada vez mais presente nas escolhas das futuras mães, o parto humanizado ainda é um assunto polemizado e que precisa ser entendido como ressignificação do nascimento e os benefícios que pode trazer.


"A melhor assistência ao parto precisa estar ao alcance de todas as mulheres para que possam viver de forma segura e plena toda a grandiosidade que o parto normal representa." – Valéria Peres.


A humanização do parto é vista como um processo que leva em consideração procedimentos médicos que tornem o parto algo cada vez mais humano. O parto sempre fora visto como algo instintivo e natural, posteriormente passando à mecanização que o enquadrou num determinado formato, o que, logo, o distanciou do humano.


"Para mudarmos a assistência ao parto no Brasil, primeiro precisamos entender de quem é o parto" – Dr. Bráulio Zorzella.


Pensando nisso, os profissionais Ângela Mattos (jornalista, enfermeira e doula¹), Bráulio Zorzella (ginecologista e obstetra), Hugo Walter (analista legislativo), Valéria Costa Peres (mestre em enfermagem e obstetra) e Ricardo de Oliveira Carneiro (vereador em Goiás), criaram um projeto intitulado “PARTODELAS²”, que objetiva levar informação e conhecimento sobre os benefícios dos partos humanizados, trabalhando a humanização do parto e nascimento, e o cuidado na primeira infância.


“O PARTODELAS é um projeto que sonha com um atendimento respeitoso, acolhedor, ancorado em evidências científicas, que mostram que o parto é um evento fisiológico. A mulher deve ser a protagonista e ter participação plena em toda e qualquer escolha que envolva e seu próprio corpo”. – Ângela Mattos.


Está em fase de produção um livro biográfico, que será escrito por Fábio Fabrício Fabretti, autor, professor, pesquisador e biógrafo, e que visa se tornar uma importante ferramenta de divulgação e orientação a respeito do tema e do trabalho desenvolvido, voltado para àqueles que desejam compreender o universo da maternidade, não somente em sua complexidade como também na humanização da maternidade.


"O PARTODELAS é um direito fundamental a ser respeitado". – Hugo Walter (analista legislativo)


“Está nascendo em Goiás o maior programa de políticas públicas sobre a humanização do parto, nascimento e cuidados na primeira infância. Esse programa vai orientar todas as grávidas dos municípios, com encontros semanais, pré-natal, acompanhamento psicológico, nutrição, oficinas de artes, planejamento familiar, etc. Nosso programa começa na base da sociedade. ”  - Ricardo Oliveira.



1 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade