• Flavia Andrade

Corumbaenses devem se atentar aos focos de Dengue


(Foto: Divulgação/PMC)

Pedido é da Secretaria Municipal de Saúde


Janeiro é um período de muita chuva e a população deve redobrar a atenção com os focos da dengue. De acordo com dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação, Corumbá teve 4.158 notificações da doença em 2020. Os bairros com maior registro foram: Centro, Guanã, Popular Velha, Dom Bosco e Aeroporto.


Para o Secretário de Saúde, Rogério Leite, “nossa região é endêmica, esta é uma doença que conhecemos de longa data, o ovo do Aedes Aegypti pode sobreviver até 450 dias sem água, e com as chuvas ocorrem a eclosão, uma fêmea pode dar origem a 1.500 mosquitos durante a sua vida”, afirma.


Segundo o Prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, “Nós solicitamos ao Ministério inclusão da nossa cidade no Projeto Wolbachia, que é uma metodologia que introduz a bactéria no mosquito impedindo que os vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela se desenvolvam no inseto. Porém, ainda vão finalizar os testes nas cidades pilotos e quando houver a expansão Corumbá deverá ser beneficiada”, enfatiza.


A Secretaria de Saúde continua com o mutirão de limpeza onde neste final de semana os agentes realizarão bloqueio mecânico, retirada de pequenos depósitos, colocação de telas em caixas d’ água e cal.


Confira o cronograma abaixo:


Dia 09, sábado, nas ruas Silva Jardim, Tenente Melquíades, Rio Branco, no Centro.


Através do número 3233-2783, a população corumbaense pode informar sobre casos de dengue na cidade, inclusive com denúncias sobre focos do mosquito Aedes aegypti. O telefone funciona das 8h às 18h, sem horário de almoço, aos sábados, domingos e pontos facultativos.

0 visualização0 comentário

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade