• Flavia Andrade

Curso online de Rafael Brahma dá um panorama sobre todas as etapas do mercado da música no Brasil


Rafael Brahma (Foto: Felipe Thomaz)

Rafael Brahma, empresário de artistas como Melim e Lauana Prado, sempre respirou a música. Começou sua carreira aos 15 anos e, agora, depois de tanto tempo de experiência, resolveu dividir seus aprendizados através do curso online, Musicalizando. O produtor, além de sócio fundador da Hub Records, maior gravadora de música eletrônica da América Latina, foi o primeiro empresário da Anitta, com quem trabalhou por quatro anos e meio.


A ideia é, de forma simplificada, ensinar as estratégias que grandes nomes da música utilizam em suas carreira, quebrar crenças e barreiras, entender os fãs dentro do mercado da música, como a internet mudou o mundo da música, as formas de disponibilizar a música nas plataformas digitais e o marketing por trás de cada lançamento. As inscrições podem ser feitas pelo site www.rafabrahma.com.br.


“Quero quebrar algumas crenças limitantes de que é necessário rios de dinheiro e contato fortes e mostrar que é possível fazer muito com o que você tem ao seu redor, basta ter boas ideias e boa vontade”, conta Brahma. Faz parte do curso também, vídeos gravados com alguns artistas e a inclusão no grupo do Telegram com mais de 3000 alunos e pessoas envolvidas com o mercado musical.


Sobre Rafael Brahma

Brahma começou sua carreira quando resolveu fazer uma festa em casa para seus amigos. O que era inicialmente uma festa para receber cerca de 50 pessoas, acabou resultando em mais de 800 convidados. Seu segundo evento reuniu 2000 pessoas e deu a Rafael um lucro de 30 mil reais, com apenas 16 anos.


Seus eventos tinham fotógrafos e quem quisesse ver os registros poderiam deixar seu email no seu site, chamado “Noite Universitária”. Com isso, ele construiu uma lista grande de contatos e seus eventos começaram a ter destaque em todo o Rio de Janeiro.


Grandes bandas e artistas começaram a se unir e conhecer melhor o Rafa, quando ele começou na produção de grandes festivais, como o Rio Rock Tour, que teve a participação logo de cara da banda CPM22, maior banda de rock na época, e o ForFun, que logo após a repercussão do festival acabou fechando um contrato com um dos maiores produtores do Brasil. Foi nesse momento que entendeu que o que estava fazendo era o marketing das bandas e não do festival em si.


Com isso em mente, começou uma nova fase na carreira, investindo o dinheiro que tinha na carreira do MC Sapão. Em pouco tempo transformou o faturamento do artista de 80 mil para 250 mil reais por mês. Brahma trabalhou também com NX Zero, Anitta, Strike, Melim, Lauana Prado e Lexa.

0 visualização0 comentário