• Flavia Andrade

Délia exonera 28 nomeados em busca de contingenciamento de R$ 61 mil em salários


Lista de nomes foi publicada no Diário Oficial do Município. (Foto: Divulgação/Assessoria)

Nesta quarta-feira (03), a Prefeita de Dourados Délia Razuk, publicou no Diário Oficial do Município, o Decreto “P” nº 2017 de 02 de julho de 2019, as exonerações visam contingenciamento de R$ 31 milhões do orçamento municipal. Cerca de 28 servidores nomeados foram exonerados causando uma economia de R$ 61 mil em salários.

Entre os servidores nomeados cortados dos quadros da prefeitura eram assessores I, II, III e IV, assessor de comunicação, assessores de planejamento e jurídico, diretores de Saúde Indígena e de Assuntos Habitacionais, além de gerentes de núcleo, conforme o site DouradosNews.


Até mesmo um assessor III, DGA-6, em Licença Médica para Tratamento de Saúde com validade de 27 de fevereiro deste ano até 31 de março de 2020 com benefício pago pelo INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social), escapou do facão. Apenas este não consta registro encontrado no Portal da Transparência, conforme consta em matéria veiculada pelo site DouradosNews.


Entre os salários correspondentes aos cargos eliminados pela Prefeitura, conforme o DouradosNews, os vencimentos brutos variaram de R$ 1.341,09 a R$ 1.689,70, R$ 1.788,07, R$ 2.413,86, R$ 3.433,33, R$ 3.448,41, e no caso do mais elevado, chegou a R$ 4.926,31.

Na última quinta-feira (27), a prefeita Délia Razuk já havia revogado as designações de confiança que garantem bônus de 10% a 50% nos vencimentos de 20 servidores das secretarias municipais de Saúde e de Assistência Social e limitou em 10% as gratificações concedidas para oito procuradores municipais com salários entre R$ 17 mil e R$ 41 mil na folha de maio.

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade