• Flavia Andrade

Dani Santana desponta carreira em MS e abre agenda de shows em 2019


Buscando ascensão profissional, a cantora está preparando novidades para seus fãs



Buscando ascensão profissional, a cantora está preparando novidades para seus fãs (Divulgação)

Dani Santana, 21 anos, começa a ampliar os seus trabalhos pelo Mato Grosso do Sul e já tem em vista algumas negociações para outras regiões do Brasil. Vinda de uma família de músicos, Dani Santana busca mostrar a população que assim como seus familiares, cada um tem uma essência especial, para Dani Santana, “é muito bom fazer parte de uma família que tem um membro considerado um dos grandes músicos sertanejos da atualidade, porém, eu quero buscar mostrar o meu potencial, atingir o sucesso e me manter nele pelas minhas qualidades, não desmerecendo as comparações com o meu primo Luan Santana”.


A cantora Dani Santana já vem cumprindo uma extensa agenda de apresentações que precisa ser adequada com seus estudos na Faculdade de Psicologia. Durante a entrevista, Dani disse que está bastante satisfeita com a receptividade ao seu trabalho, onde quer que se apresente, deu detalhes dos seus ensaios, preparações para show, falou sobre fãs e muito mais, confira a Entrevista Completa:


1) Dani, dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul quantas cidades você já realizou um show e como foi à aceitação das pessoas com você?


Dani Santana: Eu já fui para vários municípios, não consigo lembrar exatamente quantos. Estamos pegando o embalo agora, este ano, marcando mais shows. Graças a Deus a receptividade é maravilhosa, a aceitação é boa demais, sempre saio alegre de todos os shows!


2) Qual a sua música atual de trabalho? Entre as músicas que você apresenta quantas são autorais e quantas são dos artistas que a inspiram?


Dani: Tenho duas músicas de trabalho, “Novo Mundo” e “Pensando em Nós Dois”. Eu não gravei música autoral ainda, mais estas duas são minhas músicas de trabalho, os compositores são Júnior Negrão (Novo Mundo) e o Jean (Pensando em Nós Dois). O restante do show são músicas dos artistas que eu gosto bastante e que acredito que fazem o público feliz também.


3) Impossível você não cantar músicas do seu primo Luan Santana, assim como, não podemos deixar a pergunta clássica de fora, como é ser comparada ao seu primo e hoje, após a sua estrada, você já consegue ser desvinculada da imagem do seu primo, ou ainda é muito forte a comparação entre vocês dois?


Dani: Acho que eu vou ser comparada ao Luan sempre, e isso eu sempre soube que iria acontecer. Mas eu sei que se eu conseguir fazer sucesso e me manter nele, vai ser pelo meu talento, né? E é um peso que é 50% bom pra mim porque é uma honra carregar esse sobrenome, eu sou extremamente abençoada por isso. Eu sempre fui fã dele, e admiro demais, tenho orgulho sem fim. Mas tem o 50% ruim que são as comparações e cobranças. Precisam entender que não sou ele.


4) Você está preparando o seu primeiro CD, já há algum show preparado para o lançamento? Você ajuda na produção dos seus shows, ou tem alguma pessoa responsável para auxiliá-la?


Dani: Estou preparando com muita calma porque quero que seja muito bom e tenha a minha carinha! Quando tiver no final da preparação, aí sim vou começar mexer com um show de lançamento. Eu ajudo no repertório, mas quem faz tudo, organiza a banda, corre atrás de tudo pra mim, é o Ando Queiroz. Ele é meu preparador vocal, me dá aulas de canto, produtor da banda, ele é o ‘tudão’. Não vivo sem ele de jeito nenhum!


5) Você já tem fã Clube? Quantos ? Sabe aproximadamente quantas pessoas tem em cada um? Existe um canal direto para quem quiser mandar mensagens ou falar com você?


Dani: Tenho sim! E sou muito grata, chamo elas de filhas inclusive. Elas se denominam “Danilitas”. Tenho um grupo no Whatsapp com 11 fã clubes, que são espalhados pelo Brasil e essas estão comigo há anos! Eu sou extremamente grata à elas. Bea, Brenda, Carla, Carol, Jess, Rapha, Sté, Thau, Giu, Baby. São meninas que tenho orgulho de ter comigo.


Podem mandar no e-mail de contato: contatodanisantana@gmail.com vou ficar muito feliz.


6) Hoje em dia, as “lives” nas redes sociais têm chamado a atenção e a participação dos fãs, para estarem mais próximos dos artistas, você já fez algumas dessas apresentações? Já cantou por algumas horas as músicas pedidas pelos seus fãs?


Dani: Pois é, meu pai gravou o último show dessa forma. Eu achei tão legal. Estou querendo fazer isso agora também, é mesmo uma ideia legal de manter os fãs mais próximos.


7) O que você julga ser mais importante na música?


Dani: Música te ajuda em todos os momentos, sejam eles tristes, bons, de raiva. Ela é terapêutica. Ela é vida!


8) Como uma nova artista, qual sua maior dificuldade na música?


Dani: Eu to tentando perder a timidez no palco, é uma das minhas metas. Uma dificuldade grande. E você se inserir nesse meio também é difícil, é luta atrás de luta.

09) Como você enxerga a sua carreira daqui a cinco anos?


Dani: Em nome de Jesus, eu quero estar cantando para todo o Brasil. Quero estar morando em São Paulo e indo no Faustão. (Diz cantora entre risos)


10) Quando você pensa em sucesso na música, que artista ou outro profissional lhe vem à cabeça? E o que essa pessoa tem que você mais admira?


Dani: Zezé de Camargo e Luciano. Cara, a história deles é admirável. Sabia que meus pais também chamam Francisco e Helena? (risos). O meu pai é como o pai deles, faz de tudo que pode. Só não me dá ovo cru, mas fica me dando chá de cravo, cravo puro, maçã, e outras mil coisas pra voz. Eu admiro a história deles. É emocionante.

11) Quando a dificuldade vem, em que ou quem você mais se apega, fora Deus, para não deixar tudo pra trás?


Dani: Fora Deus, me apego ao amor da minha família. Ao meu pai e a luta diária dele pra me ajudar. Aos meus fãs que, mesmo poucos, nunca desistiram de mim.


12) Qual o seu recado para galera nova que também sonha com seu lugar ao sol na música?


Dani: Nunca desistam. Muitas vezes, as pessoas vão te desanimar, vão te falar pra desistir. Pessoas da sua própria família vão ser algumas delas. Mas, “decida onde você quer chegar, e não pare até conseguir”. O resto é obstáculo, e isso a gente vence com garra e fé em Deus.

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade