• Flavia Andrade

Deputado estadual Capitão Contar propõe CPI Energisa MS

Nesta terça-feira (22), o deputado estadual, Capitão Contar (PSL), solicitou aos parlamentares da ALMS (Assembleia Legislativa de MS) a abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) Energisa. A CPI da Energisa já conta com o apoio dos deputados Antônio Vaz (Republicanos), João Henrique (PL), Evander Vendramini (PP), Neno Razuk (PTB), Lucas de Lima (Solidariedade) e do proponente da CPI, deputado Capitão Contar. Conforme o regimento para o início da CPI e o processo de apuração são necessárias mais duas assinaturas. Após diversas reclamações e denúncias da população com relação ao aumento exorbitante nas contas de energia, o que pode ter motivado também a Energisa a receber cerca de 500 processos judiciais apenas em 2019, conforme informações do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

A Energisa ocupa o primeiro lugar no ranking de registros do Procon/MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul) com 1483 reclamações. Segundo Contar, o problema acontece também nos estados de Mato Grosso, Rondônia, Tocantins e Acre, onde a Energisa atua e está sendo investigada por meio de CPI instauradas pelas Assembleias Legislativas dos respectivos estados. Para o deputado estadual Capitão Contar, "Os cidadãos que, mesmo sem adquirir novos eletrodomésticos ou sem mudanças de hábitos, percebem que tiveram aumento do valor da conta de energia. Muitos relatam que o valor da fatura triplicou", enfatiza. Ainda conforme o parlamentar, "A abertura da CPI é fundamental para detalhar a discrepância de valores cobrados pela Energisa a cada mês. O parlamentar tem a obrigação de representar e defender a população. Temos que apurar e resolver essa situação. Pessoas estão fazendo empréstimos para que não tenham sua luz cortada". A Energisa já foi convocada através de requerimentos e não respondeu as solicitações nem pontuou possíveis soluções.

Põr fim, Contar relata que, "Quando fui eleito deputado, a primeira ação que fiz foi ir à Energisa para entender o porquê desse aumento abusivo da tarifa de energia. Me explicaram sobre a formatação da tarifa, mas não sobre o aumento exorbitante das contas".

(Foto: Divulgação/Assessoria)

3 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade