• Flavia Andrade

Deputados devem votar oito projetos de lei durante a Ordem do Dia nesta terça-feira

Entre as matérias está o Projeto de Lei 28/2019, que obriga o ressarcimento integral dos danos a patrimônio público ou particular. (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

Nesta terça-feira (30), os deputados estaduais devem votar durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS), oito projetos de lei. Sendo seis em primeira discussão, um em segunda e um em votação única. Com exceção de um, de autoria do Poder Judiciário, os projetos foram propostos por parlamentares.


Entre as matérias, que vão a plenário para primeira votação, está o Projeto de Lei (PL) 28/2019, de autoria do deputado Marçal Filho (PSDB), que obriga o ressarcimento integral dos danos, pagamento de indenização correspondente ao dobro do valor do prejuízo a quem pichar, vandalizar ou depredar patrimônio público ou particular. A proposta recebeu parecer unânime da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ).


Outro projeto de autoria do deputado Marçal Filho – o PL 40/2019 – está previsto para a Ordem do Dia. O PL altera a ementa e o artigo 1º da Lei 4.525/2014, que prevê a prioridade de matrícula a filhos de mulheres vítimas de violência doméstica. Com o texto proposto, a própria criança ou adolescente, que sofreu violência, também passa a contar com essa prioridade.


Também está prevista a votação, em primeira discussão, do PL 55/2019, de autoria do deputado Renato Câmara (MDB). A proposta institui a Semana Estadual de Doação de Sangue, a ser comemorada, todos os anos, de 15 a 21 de agosto. Conforme o parlamentar, entre os objetivos do projeto, está o de conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue e sensibilizar novos voluntários.


Pode também ser votado hoje, em primeira discussão, o PL 64/2019, de autoria do deputado Neno Razuk (PTB), que obriga unidades de saúde de Mato Grosso do Sul a aplicarem o questionário M-CHAT (Modified Checklist for Autism in Toddlers). Esse instrumento possibilita o rastreamento precoce do autismo, identificando indícios desse transtorno em crianças entre 18 e 24 meses.


Estão previstos, ainda, em primeira discussão, outros dois projetos de inclusão de eventos no calendário oficial de Mato Grosso do Sul. O deputado Zé Teixeira (DEM), através do PL 67/2019, propõe que a Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Dourados (Expoagro), realizada em maio, integre o calendário. Já o PL 52/2019,de autoria de Evander Vendramini (PP), prevê a inclusão do Calendário de Educação Ambiental do Pantanal, que ocorre, anualmente, em novembro.


Em discussão única, está prevista a votação do PL 63/2019, do deputado Barbosinha (DEM), que denomina “Ailton Stropa Garcia” a Rodovia MS 470. Juiz aposentado e ex-diretor da Agência de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Stropa Garcia faleceu, em 2018, aos 62 anos, devido a complicações ocorridas após uma cirurgia bariátrica.


O projeto, que deve voltar para segunda votação no plenário, é o PL 17/2019, do Tribunal de Justiça do Estado (TJMS), que altera o parágrafo 2º do Artigo 102 da Lei 1071/1990. Esse artigo trata do Fundo Especial para o Desenvolvimento e o Aperfeiçoamento das Atividades dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais. A proposta exclui a expressão “nos exercícios anteriores” do texto.

2 visualizações0 comentário

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade