• Flavia Andrade

Em greve: funcionários dos Correios paralisam parcialmente os serviços contra a privatização


(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Na noite desta terça-feira (10), os funcionários dos Correios entraram em greve geral por tempo indeterminado. Após assembleias realizadas em diferentes estados do país, até por volta das 13h desta quarta, sindicatos de 20 estados e do DF confirmavam ter aderido à greve.


De acordo com a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), a greve é geral e todos os 36 sindicatos de trabalhadores dos Correios aderiram ao movimento.


Conforme nota divulgada, a direção dos Correios afirma que a paralisação é parcial e já colocou em prática um "plano de continuidade de negócios para minimizar os impactos à população".


A categoria é contra a privatização da estatal, que foi incluída no mês passado no programa de privatizações do governo Bolsonaro e pede reposição da inflação do período.


Ainda em nota, a Findect pontua que, "A decisão foi uma exigência para defender os direitos conquistados em anos de lutas, os salários, os empregos, a estatal pública e o sustento da família", conclui.

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade