• Flavia Andrade

Embrapa comprova 16% a mais de rendimento de suplemento Aglomerax no período das águas


Novos testes realizados pela instituição atestam o alto rendimento do suplemento e menos desperdícios em decorrência das chuvas. (Foto: Divulgação)

O alto rendimento do Aglomerax, suplemento fabricado com tecnologia exclusiva da Connan, na época das chuvas foi comprovado em mais dois experimentos realizados pela Embrapa Gado de Corte, de Campo Grande (MS). Segundo os estudos, mesmo no período das águas, o Aglomerax teve um rendimento 16% superior quando comparado aos suplementos em pó.


A entidade, que já tinha comprovado em testes o rendimento do suplemento, promoveu novos estudos que afirmaram a qualidade e os bons resultados do produto a campo.


“Concluímos que o Aglomerax, mesmo em condições de exposição à água da chuva, mantém sua palatabilidade, ajustando sua fórmula e mantendo a quantidade suficiente para suprir a necessidade do animal, fazendo com que ele ganhe peso e se reproduza com eficiência”, explica o pesquisador da Embrapa, Rodrigo da Costa.


Rodrigo, que acompanhou as três fases do experimento, destaca a manutenção da forma física do Aglomerax como grande diferencial e responsável pelos benefícios que o pecuarista tem, principalmente em relação às perdas por empedramento, tema da terceira fase do experimento. Há uma tendência de ganho de até 40 gramas adicionais no GMD (Ganho Médio Diário) com utilização do Aglomerax. Esse aumento é justificado pela maior resistência da solução da Connan ao empedramento e maior estabilidade do consumo.


“O suplemento em pó exposto ao ambiente empedra e endurece no cocho, impondo mais dificuldade para o animal ingerir. No entanto, observamos com o Aglomerax um potencial de consumo mais regular, assim como um maior rendimento, o que se traduz em economia para o produtor, que vai gastar menos para ter um melhor desempenho do seu rebanho”, explica o pesquisador.


Após protocolo aplicado na terceira fase do experimento, o produto em pó apresenta ingestão mais irregular. Já o Aglomerax permite 17% mais estabilidade de consumo e um manejo quinzenal, pois apresentou baixo nível de empedramento em até 14 dias exposto ao tempo.


“Os dados apresentados pela Embrapa mostram o alto potencial do nosso produto e reforçam a eficiência do Aglomerax no campo. Os resultados obtidos pelos nossos clientes em suas propriedades, aliados ao selo de qualidade da entidade garantem a superioridade da tecnologia, que representa lucratividade ao produtor e melhor desempenho aos animais”, ressalta o zootecnista e supervisor técnico da Connan, Bruno Marson.


Frente aos resultados apresentados nas duas últimas etapas de teste, a Embrapa já programou o início de novos experimentos, que visam zerar as perdas. “O Aglomerax está nos mostrando que existe um potencial para desenvolver uma técnica na qual o produtor tenha quase nenhuma perda com o suplemento. Nestas pesquisas queremos criar um protocolo de um Aglomerax que dê protagonismo para esse resultado”, enfatiza o pesquisador. 


(** Com informações da Assessoria)

3 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade