• Flavia Andrade

Mãos Que Criam terá Consciência Negra como tema


(Foto: Divulgação/PMCG)

Neste domingo (03), buscando conscientizar a população com relação ao mês da Consciência Negra, a feira Mãos que Criam se renova e homenageia a data com atrações que integram a cultura negra e afro descente. O evento acontece no Armazém Cultural, à partir das 8h, já as apresentações artísticas estão programadas para iniciar às 16h. A entrada é gratuita.


A Mãos que Criam reúne representantes, entre artesãos e expositores, da Associação da Praça dos Imigrantes, Pró Arte, Unearte, Sinarte, Artemis, AME, AACGMS, Artesanato Indígena da Aldeia Urbana Marçal de Souza, Incubadora e Gourmeteria Criativa.


Também será possível conferir o artesanato afro com o Coletivo das Mulheres Negras, Comunidade Quilombola da Tia Eva e Comunidade Quilombola da Comunidade Furnas do Dionísio, nas lojas dos artesãos e artesãs .


De acordo com a secretária municipal de Cultura e Turismo, Melissa Tamaciro, "É de extrema importância valorizar e manter viva a cultura afro. Campo Grande é o retrato do Brasil no que diz respeito à miscigenação de povos. Aqui temos pessoas de todo o canto do mundo, inclusive da África, com comunidades ativas como a Tia Eva e a Furnas do Dionísio. É dar atenção às produções deles, especialmente em espaços como a feira Mãos que Criam, e essa parceria já havia sido firmada com a Sectur”, relata.


A programação irá dispor à população, artesanato e a gastronomia, além de artistas que apresentam o melhor do rap e samba. Também haverá dança de salão e cigana, capoeira, oficinas, pintura facial, roda de bonecos e produção de tranças rastafari, nagô, dread de lã e tererê.


As atrações culturais serão abertas com o sambista Bethynho Show às 17h. Com 29 anos de experiência como músico profissional, ele apresenta músicas autorais de seu CD solo, além de sucessos de artistas renomados como Ferrugem, Raça Negra, Jorge Aragão e Turma do Pagode.


Em seguida haverá apresentação do rapper General R3 , às 17h40, e reproduz um pouco de MPB, rap e poesia falada. “Muito grato pelo convite e por poder me apresentar nesta edição tão especial que é a da consciência negra. Espero todos lá, o evento rola durante todo o dia, então não tem desculpa para não comparecer”, pontua.


Confira a programação completa:


17h – Bethynho Show;


17h40 – General R3;


18h40 –  Dança de Salão “Academia Harmonia” Prof° Paulinho E Jucélia;


19h20 – Luna Negra Companhia de Dança;


19h40 – Ana Flávia Dança Cigana;


20h – Capoeira/Makulelê Mestre Leandro;


20h40 – Ana Flávia “Dança Cigana”.

1 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade