• Flavia Andrade

Marcela Brandão lança vídeo "Making of" de sua gravação de Assum Preto


Releitura de Assum Preto, música de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, não é apenas uma homenagem aos artistas, mas também uma forma de aproximar a nova geração da música regional brasileira


Prestes a completar 30 anos, Marcela serviu-se do seu retorno de saturno, aquele momento conhecido na astrologia por ser a hora do amadurecimento, em que se toma conta das próprias limitações e de seus pontos fontes para florescer. E todo esse processo serviu para que ela o desfrutasse da maneira mais artística possível para lançar um EP que transparece esse momento de mudança, que foi intitulado, obviamente de Retorno de Saturno.


A questão é que Marcela continuou esse processo de amadurecimento durante toda a fase de lançamento do EP e percebeu que estava hora de assimilar todas as sugestões, críticas, estímulos, direcionamentos para construir o que realmente ela queria pra sua música, os elementos gostaria e de ser principalmente, ser mais proativa em seus posicionamentos e a releitura de Assum Preto é o primeiro resultado dessa jornada. “A proposta dessa versão foi trazer a melodia da voz nordestina para o universo paulista dos integrantes. A harmonia vem com uma pegada mais jazzística e instrumentos que conversam com o cenário urbano”, conta Marcela.


Sempre atual, a poesia de Assum Preto, relata o sofrimento de um pássaro que foi mutilado dos olhos para que passasse a cantar melhor. Suas palavras e melodias ecoam pelas mentes e corações nordestinos, que conhecem a beleza de uma paisagem bucólica, comum no sertão após as chuvas. Mas, essa é uma das canções que fala aos corações de todos, de qualquer parte do país, e que pode tocar não apenas a alma de gerações mais antigas, mas também do público da Nova MPB.


Paulistana, Marcela bem buscando aqui cada vez mais versatilidade e regionalidade. Para ela, a releitura de Assum Preto é uma forma de unir de forma harmônica novos elementos musicais e novos estilos com o ritmo e a história marcante da canção para que possamos refletir com diferenças olhares para ela.


Assum Preto é livre, mas não voa. Sendo assim, sua liberdade de fato não existe, afinal ele está preso ao lugar.  A canção é construída a partir de metáforas, no entanto a cegueira do pássaro é física, enquanto o lamento do personagem o mostra desolado por estar privado da presença da amada. Para Marcela, no entanto, Assum Preto trouxe ainda uma outra percepção, “Essa música acabou sendo rearranjada no ápice da pandemia. O verso ‘mil vezes a sina de uma gaiola, desde que o céu, ai, pudesse olhar’ foi algo que me tocou profundamente naquele momento, pois eu me sentia o próprio assum preto, já que isolada no meu apartamento, longe da minha família, muitas vezes eu era consolada pela vista bonita do dia e isso me inspirou muito a deixar a canção com uma versão mais áspera e mais urbana também”, explica  Marcela.


‘A música traz ainda uma forte percepção da real crueldade humana, pois de fato, cegar os pássaros com espinhos de laranjeiras, para que pudessem cantar mais.  Era uma prática para encantar os turistas que passam pelas cidades, na tentativa de vendê-los. Logo, o Baião nordestino expressa não só os mais diversos sentimentos, como também fortes mensagens que precisam ser ouvidas.


Por fim, e quantos não fazem do sofrimento um combustível para aprimorar sua inspiração? Quantos não fazem do canto uma forma de suportar as mazelas da vida? Assum Preto continua tão atual quanto ao dia em que foi criada. Ela fala de liberdade, de sofrimento, de beleza e escuridão, de amores perdidos e de injustiça.


Sobre Marcela Brandão Que o Brasil é o país das cantoras já sabemos, mas o que há de novo nesse panorama da MPB é a safra que tem crescido de compositoras alinhadas com seu tempo e que sabem o valor de se tocar um instrumento e compor uma canção. Acontece que Marcela, com seu jeito firme de dialogar com o auxílio de seu violão e de se conectar com o novo, já esboça as rotas que deve seguir também sob a   influência de seus contemporâneos Cícero, Silva, Dani Black, Tim Bernardes e Criolo. Com todo esse mapa da mina em seu caminho, a jovem cantora lançou o seu primeiro EP Retorno de Saturno que conta com cinco composições, sendo três autorais e duas releituras de canções que resistem ao tempo.


Para assistir 

YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=Tu26eHOTNiY&list=PLcoFt7lGIYutqzzFLQwMDlN1-49ursqC_

2 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade