• Flavia Andrade

Marketing digital cresce diante da pandemia mundial


( Foto: Reprodução/Internet)

E-commerce e criação de sites ganham destaque e oferecem uma nova experiência ao consumidor


A pandemia de Covid-19 se espalhou pelo mundo e mostrou que, além de não estarmos preparados para lidar com uma enfermidade desse grau, as empresas também precisaram rever seus processos.


“As lojas on-line são o exemplo mais forte disso. Se antes era necessário estar no mundo virtual, hoje é um requisito básico para sobreviver ao mercado e à concorrência”, afirma o CEO da Clikss Brasil, empresa focada em marketing digital, Cleverson Andrade.


Com mais de 15 anos de experiência no mundo virtual, Andrade já viu empresas nascerem e morrerem pelo mesmo motivo: presença indevida na internet, falta da força de venda on-line e ausência no vasto mundo digital. “Por desconhecimento e, muitas vezes, por irem muito afoitos ao marketing digital, as empresas acabam pecando e perdendo negócios. Por isso, destacamos sempre a necessidade de uma estratégia de marketing digital, desenvolvida por um profissional da área para que o investimento não seja frustrado e tenha retorno em um tempo programado, pois nada acontece do dia para a noite”, afirma o CEO da Clikss Brasil.


Admirável mundo novo


A pandemia desenhou um novo cenário para diversas empresas. O comércio virtual se consolidou e as marcas buscaram uma nova maneira de se conectar ao seu público. “Quem não estava presente na internet, se viu obrigado não só a ter um site, como também uma loja virtual. Sem dúvida nenhuma, podemos dizer que 2020 ficará marcado como o ano do e-commerce. Foi uma aceleração de um movimento já esperado”, relata Andrade.


De maneira irreversível, o consumo pela internet, seja em lojas virtuais, sites ou aplicativos, se intensificou, reforçando o comércio eletrônico e os serviços digitais, uma nova experiência de venda. A população também foi forçada a experimentar novos hábitos, uma vez que o distanciamento social e o isolamento fazem parte das recomendações a fim de coibir a propagação do novo coronavírus.


De acordo com uma análise da ACI Worldwide, empresa especializada em sistemas de pagamentos eletrônicos, em abril desse ano, o setor varejista mundial teve um aumento de 209% em seu e-commerce em comparação ao mesmo período do ano passado. No Brasil, o aumento foi de 81% faturamento de R$ 9,4 bilhões, segundo dados da Compre&Confie.

“Tivemos um aumento considerável no número de empresas que nos procuraram para abrir as suas lojas virtuais. Muitas delas, inclusive, venderam mais do que o esperado e, dessa forma, conseguimos resgatar a confiança do empreendedor no seu próprio negócio, pois para a loja virtual, não existem portas fechadas e não há distanciamento, uma vez que as operações acontecem de forma on-line”, destaca o CEO da Clikss Brasil.


Novos horizontes


Com a mudança de paradigmas, crise econômica e desemprego, o marketing digital tem experimentado um crescimento exponencial em tempos de pandemia e, por conta dessa revolução digital, Andrade estudou uma alternativa para aliar os negócios em marketing com a diminuição do desemprego. “Muitas pessoas sofreram o desligamento de suas funções, e como o marketing digital deu um salto, optamos por recrutar pessoas para fazerem a venda de nossos serviços, trabalhando diretamente de suas casas, com ganhos expressivos que podem chegar a 25%, pois as empresas estão investindo em várias frentes de divulgação de seus negócios para poderem se destacar dos seus concorrentes”.


A empresa oferece pacotes completos de serviços digitais visando a exposição dos clientes no ambiente virtual, bem como vendas e prospecção pela internet. “Uma vez que o mundo está mudando, é importante que não só os negócios se adaptem ao novo normal, mas que os profissionais também encontrem uma nova forma de fazer negócio, de descobrirem uma nova área de atuação. Não seremos mais os mesmos depois dessa crise. Essa é a hora de se preparar para o pós-crise, em todos os sentidos. Não dá para pensar em uma recuperação financeira depois que a crise acabar, mesmo porque, não sabemos quando isso vai acontecer”, conclui o CEO da Clikss Brasil.

2 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade