• Flavia Andrade

Ministro Dias Toffoli autoriza Lula a deixar a prisão para ir ao velório do irmão


Defesa do ex-presidente recorreu ao STF após a juíza federal Carolina Lebbos rejeitar o pedido.



Defesa do ex-presidente recorreu ao STF após a juíza federal Carolina Lebbos rejeitar o pedido. (Divulgação)

Nesta quarta-feira (30), a defesa do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) após a juíza federal da 12ª Vara Criminal em Curitiba rejeitar o pedido de participar do velório e enterro do irmão Genival Inácio da Silva, falecido em decorrência de câncer de pulmão. O presidente do STF, Ministro Dias Toffoli, aceitou o pedido e autorizou a saída da prisão.


Em seu despacho, Toffoli destaca que Lula só poderá ter contato com parentes durante o velório e está proibido de dar declarações públicas.


A defesa de Lula alegou que a Lei de Execução Penal (LEP) prevê que presos possam deixar as unidades para comparecer ao velório de um parente próximo.


Lula está preso desde 7 de abril do ano passado por ter sua condenação no caso confirmada pelo TRF4, que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).


0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade