• Flavia Andrade

Nelsinho tem acusação por improbidade administrativa negada pela Justiça

Ex-prefeito de Campo Grande foi acusado de beneficiar empresas de tapa-buraco



Ex-prefeito de Campo Grande foi acusado de beneficiar empresas de tapa-buraco (PTBNacional)

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), rejeitou nesta segunda-feira (01), a ação do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS), por improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Campo Grande, senador Nelsinho Trad, em contratos para a realização de obras de tapa-buraco na capital.


A ação foi impetrada através da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande em 2017, sustentando que o tapa-buraco era um serviço rentável e com monopólio de empresas na capital. Entre 2010 e 2012, a prefeitura firmou 30 contratos para o tapa-buraco, que custaram mais de R$ 372 milhões aos cofres públicos. E o MP-MS pedia a condenação dos envolvidos e ressarcimento da quantia citada.


Durante o recurso impetrado pela defesa de Nelsinho ao TJ-MS, a ação foi rejeitada por “não haver indícios de improbidade administrativa”. Ainda com relação ao recurso da defesa de Nelsinho, este foi aceito por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Cível. A decisão é de 12 de março e o acórdão foi publicado nesta segunda-feira (1º), no Diário da Justiça.

2 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade