• Flavia Andrade

Para evitar desperdício, palavra de ordem é reaproveitar o que há em casa


(Foto: Divulgação)

Nutricionista traz orientações sobre como preservar os alimentos por mais tempo De toda a comida produzida por ano no mundo, cerca de 30% acaba sendo desperdiçada ou se perde ao longo das cadeias produtivas de alimentos. A informação é da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura). Para que todos possam fazer sua parte para ajudar a reduzir perdas, a nutricionista do Fort Atacadista, Bruna Janaína da Silva, cita pequenas ações do dia a dia, que podem ser feitas em casa e que ajudam a amenizar esse quadro.  Uma das sugestões para não desperdiçar e ter um melhor aproveitamento é, antes de mais nada, consumir o que tem em casa: antes de ir às compras e reabastecer o armário com novos alimentos, o ideal é utilizar ou que se tem em casa ou comprar apenas o necessário. “Ao aproveitar o resto da refeição anterior, você evita o desperdício dos alimentos e ainda pode preparar um prato saboroso com o arroz que sobrou do jantar, utilizando-o, por exemplo, para fazer um bolinho”, pontua. Outra dica é consumir até o fim os alimentos que abrir, para não acumular nada aberto, e acabar estragando. “Guarde os alimentos mais novos, no fundo das prateleiras, e os mais velhos ou com datas mais curtas, na frente. Fique atento a datas de validade dos produtos, principalmente os que tem data mais curta como derivados do leite, iogurte, natas, entre outros”, aconselha. Além disso, a higienização correta das frutas, verduras e legumes auxilia no maior tempo de preservação. “Antes de colocar na geladeira, é essencial lavar e secar bastante, com isso podem durar até cinco dias, com exceção das frutas tropicais, como banana e abacate, que podem oxidar em temperaturas mais frias”, orienta. As cascas das frutas não devem ser deixadas de lado, pois elas possuem boa parte de suas propriedades nutricionais. Elas podem ser reaproveitadas em receitas como bolos, geleias, chás, e sucos, preservando o sabor e as vitaminas. Até mesmo as sementes de frutas e legumes podem ser usadas. “Triture-as no liquidificador e misture-as com linhaça para obter uma farofa rica em fibras, vitaminas e minerais. Ou você pode torrá-las no forno e usá-las como lanches rápidos, nutritivos e saudáveis durante o dia”.  Extrapolou no preparo? Calma, há uma solução 

Nesse caso, a orientação é congelar as sobras ou usar a técnica de branqueamento para congelar legumes, frutas e verduras. “Para isso, basta lavar bem os alimentos e cortá-los em pedaços pequenos. Depois, coloque eles em uma panela de água fervente e espere até que a água ferva novamente com os vegetais dentro. Espere 2 minutos e retire os alimentos, colocando-os de imediato em um recipiente com água gelada e gelo e aguarde mais 2 minutos ou até os alimentos estiverem completamente gelados.  Depois, deve-se escorrer a água e separar os vegetais em pequenas porções, retirando o ar da embalagem para levar ao freezer e anotar a data de congelamento e validade, que pode variar entre os alimentos, mas chega, em média, a 3 meses”. Segundo a especialista, nem todo alimento precisa ser branqueado. Algumas hortaliças, morango, amora, frutas em geral, por exemplo, não precisam.  Na hora das compras

Com um planejamento eficiente, pode ser estratégico não só evitar o desperdício mas economizar no bolso. Com uma lista em mãos, fica mais fácil focar na hora das compras. Durante o período de cuidados redobrados com a saúde, isso também irá poupar tempo. No Fort Atacadista, a limitação de pessoas nas lojas e monitoramento de filas tem sido feita para proteger o consumidor e por isso o tempo pode ser um grande aliado de todos. Outras medidas que o Fort tem tomado é disponibilizar álcool em gel para a higienização das mãos de clientes e de colaboradores, além de painéis explicativos, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde. Os carrinhos e as cestas estão sendo desinfetados, bem como bancos, cadeiras, máquinas de cartão de crédito, telefones, telas, balcões de atendimento e todos os pontos de contato. Em Campo Grande, as lojas do Fort ficam abertas das 7h às 21h (seg à sab) e das 8h às 20h (Domingos).


(** Com informações da Assessoria)

8 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade