• Flavia Andrade

Prefeitura deve investir cerca de R$ 42 mi em Reestruturação do trânsito

Conforme estudos da Agetran, serão realizadas obras de melhorias na sinalização, recuperação da estrutura e fim dos congestionamentos



Conforme estudos da Agetran, serão realizadas obras de melhorias na sinalização, recuperação da estrutura e fim dos congestionamentos (Divulgação/PMCG)

A Prefeitura de Campo Grande realizou estudo de reestruturação do trânsito através da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), onde apontam que em quatro anos, as obras realizadas para a modernização do trânsito da Capital deverá custar aproximadamente R$ 42 milhões aos cofres públicos.


Nos últimos três anos, foram investidos aproximadamente R$ 12 milhões e a previsão é de que sejam utilizados mais R$ 30 milhões até o fim de 2020.


De acordo com o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Janine de Lima Bruno, “Grande parte do dinheiro foi gasto com a recuperação da estrutura viária, que estava sucateada”, afirma.


Conforme o projeto, das readequações realizadas, uma das principais é a semaforização. Ao todo, Campo Grande possui 478 semáforos da cidade, sendo que deste total, 51 foram substituídos com recursos do Pró-Transporte, programa do Ministério das Cidades. Alguns locais beneficiados foram os cruzamentos das ruas Ceará e Pedro Celestino, além das avenidas Eduardo Elias Zahran, Mato Grosso, Fernando Corrêa da Costa, entre outras na área central.


O diretor-presidente da Agetran, Janine Bruno, destaca ainda que,“Com a sincronização, o trânsito flui melhor, permitindo ao motorista, se mantiver uma velocidade constante, encontrar sempre o verde na passagem dos cruzamentos. Infelizmente, a falta de investimento nos últimos anos, quando recursos foram perdidos, acabou sucateando os equipamentos, que agora serão trocados.Os antigos aparelhos serão restaurados e poderão ser aproveitados em novos cruzamentos, onde houver demanda e os estudos técnicos mostrarem a necessidade de sinalização semafórica”, afirma.


A Capital recebeu seis mil placas de trânsito até o momento, e as ruas estão ganhando pintura. Para Janine Bruno,“A recuperação do parque semafórico é a nossa prioridade, mas só isso não é suficiente. Nós também estamos melhorando a sinalização com a instalação de placas de proibição e orientação, além da sinalização horizontal, que já estava bastante apagada por falta de manutenção” , conclui.

6 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade