• Flavia Andrade

Presidente da França Emmanuel Macron se compromete a reconstruir a Catedral de Notre-Dame

Corpo de Bombeiros levou nove horas para conter incêndio que causou grandes danos ao complexo. Bombeiros e especialistas analisam estrutura da edificação e o impacto das chamas.



Após o incêndio que causou grandes danos a Catedral de Notre-Dame, nesta terça-feira (16), o presidente da França, Emmanuel Macron, prometeu "reconstruir" a catedral.



Segundo Macron, "Nós vamos reconstruir essa catedral, todos juntos. Uma campanha nacional vai ser lançada, e para além das nossas fronteiras. Nós faremos um chamado aos maiores talentos, que serão muitos e virão para reconstruir nossa Notre-Dame”, afirma.


Conforme análise inicial do corpo de bombeiros, o incêndio pode estar ligado às obras de renovação que estavam ocorrendo na catedral.


A presidente da região de Île de France, Valérie Pécresse, considera o incêndio um acidente. "Não foi intencional", declarou.


De acordo com o procurador de Paris, Remy Heitz, o incêndio na Catedral de Notre-Dame possa ter sido ocasionado por um acidente. "Nós estamos priorizando a teoria de um acidente", pontuou Heitz.

De acordo com o G1, o incêndio levou nove horas para ser extinto e causou grandes danos à catedral: todo o telhado e toda a armação foram destruídos, parte da abóbada e a "flecha" (torre mais alta) caíram.


O secretário do Ministério do Interior da França, Laurent Nuñez, afirmou que "o perigo do fogo está descartado, mas se desconhece como resistirá a estrutura". Segundo matéria veiculada no G1, Nuñez explicou, ainda, que o objetivo agora é saber se a estrutura oferece suficiente estabilidade.

Ainda havia pequenos focos de incêndio no início desta manhã, mas bombeiros garantiram que não havia mais perigo de as chamas voltarem a crescer, segundo Gabriel Plus, porta-voz dos bombeiros de Paris.

5 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade