• Flavia Andrade

Procon de Ponta Porã tem acompanhamento da OAB para averiguar reclamação contra a Energisa

Atualizado: 29 de Jan de 2019

Consumidores apontam aumento expressivo nas cotas de energia



Consumidores apontam aumento expressivo nas cotas de energia (Tião Prado/Pontaporainforma)

Nesta segunda-feira (21) o Procon de Ponta Porã acompanhado de representantes da OAB pessoas que se sentiram prejudicadas com as contas de energia, cujos valores aumentaram de forma expressiva, procuraram o Procon para formalizar reclamações contra a Energisa.


De acordo com o site PontaPorãInforma, o presidente da 5ª Subseção da OAB de Ponta Porã, advogado Arnaldo Escobar, esteve acompanhando a situação e disse que toda reclamação é válida quando a pessoa se sente prejudicada. Para Escobar, "Conversando com as pessoas que aqui estão, verifiquei que estão todas revoltadas com o grande aumento no valor da conta de energia elétrica. Aumento esse, supostamente injustificado e estou instruindo que realmente deve-se notificar a Energisa para que esta possa se explicar se realmente houve aumento de consumo ou de tarifa e em cima dessa questão, estaremos trabalhando para tentar ajudar a população", afirma.


O Procon chamará a Energisa para manifestação e dependendo se houver irregularidade, haverá a possibilidade de usar de algum remédio jurídico, com a impetração de ação Civil Pública na Justiça Federal.


Vários consumidores da Empresa Energisa tem registrado queixa no Procon de Ponta Porã considerando abusivo o aumento elevado no preço da energia consumida, bem como o aumento que as contas tiveram neste ultimo mês de dezembro.


A reportagem do site Pontaporainforma entrevistou a diretora do Proncon Dra. Claudia Bonato, "Neste caso, que é o valor das contas de energia elétrica, o consumidor deve vir até o Procon e registrar essa reclamação sim, porque isso é muito importante", disse Claudia Bonato.

1 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade