• Flavia Andrade

Produtor pode evitar perdas no milho por nematoides


(Foto: Divulgação)

Tecnologia milenar exclusiva da Biotrop é alternativa eficiente no combate aos nematoides no milharal


Algumas espécies de nematoides causam grandes danos às raízes do milho, acarretando perdas de produção de até 50%. Ainda assim, muitas vezes essa praga é deixada de lado nessa cultura. “Os efeitos dos nematoides envolvem o dano direto e a redução no volume de raízes, e a clorose e enfezamento da parte aérea resultando em baixas produtividades”, relata o engenheiro agrônomo da Biotrop, Pedro Secco.

O produtor tem agora uma opção de combate: o bionematicida Furatrop da Biotrop. De formulação inédita, o produto tem como grande diferencial a velocidade de ação no solo. Ao combinar a tecnologia japonesa Hayai e uma cepa de altíssima eficiência (2657) de Bacillus subtilis, o produto age rápido entregando resultados superiores no controle de nematoides. “Com o Furatrop, o milho tem melhor desenvolvimento radicular, maior enraizamento e maior vigor. Além disso, a planta consegue ter mais incremento em sua parte área e, consequentemente, a fotossíntese também aumenta. Protege ainda as raízes dos nematoides”, explica Secco. Para ele, todo esse cenário faz com que o produtor que optou por utilizar o produto saia na frente dos demais. “Consegue suportar os ataques dos nematoides e as condições de estresse, assim gerando maior produtividade”.

Características únicas

A tecnologia Hayai é derivada de uma milenar prática japonesa de fermentação sólida – a maior já feita fora do Japão - e que proporciona uma ação rápida sobre o alvo devido à alta carga de metabólitos e de compostos orgânicos em sua composição.

Segundo o engenheiro agrônomo, a bactéria é multiplicada em um meio semissólido similar ao solo, e por isso é ativada de maneira muito mais rápida na rizosfera, além de concentrar muito mais metabólitos durante o processo fermentativo e entregar resultados mais duradouros no ambiente, resultando em mais rentabilidade. “Este sem dúvida é um marco para o combate de nematoides com biológicos, uma evolução”, destaca.

Já a exclusiva cepa de Bacillus subtilis do Furatrop (2657) tem como objetivo manejar fitonematoides, combinando a produção massiva de biofilme, a ação de enzimas e antibióticos sobre os patógenos e a ativação de mecanismos da própria planta. “Há uma rápida ativação dos endósporos em bactérias ativas, maior durabilidade delas ao longo do tempo e consequentemente ampla proteção logo no início do desenvolvimento radicular”, detalha Secco.

3 visualizações

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade