• Flavia Andrade

Produtores rurais do Paraguai apostam em nova tecnologia para melhorar eficiência da pulverização


(Foto: Globo Rural)

No Sul do Paraguai, os produtores já começam a dessecação de plantas invasoras e a corrigir o solo para a semeadura de soja. Já mais ao Norte, o receio é de que as chuvas demorem e interfiram nos rendimentos das lavouras, como aconteceu na safra passada. Mesmo diante dos extremos, as expectativas são boas.


“A previsão é de rendimentos equivalentes à safra passada, quando foram colhidas quase 10 milhões de toneladas”, avalia Cláudio Gonçalves Aranega, representante da ORO AGRI no Paraguai, empresa estabelecida nos quatro cantos do mundo e que desenvolve, manufatura e comercializa produtos agrícolas para as áreas de tecnologia de aplicação, nutrição vegetal e proteção de plantas.


Segundo ele, que conhece a fundo as sazonalidades do país vizinho, em condições normais de clima, a média de produtividade fica na faixa de 2,8 toneladas a 3 toneladas por hectare. O Paraguai é o quinto maior exportador de soja do mundo, atrás apenas do Brasil, Estados Unidos, China e Argentina.


Paraguaios conhecem óleo essencial da casca de laranja


No anseio e necessidade de alternativas inovadoras e com melhores resultados, os produtores rurais paraguaios estão otimistas com o lançamento de WETCIT®GOLD, surfactante de marca mundial à base do óleo essencial da casca de laranja.


“Em decorrência da pandemia do Covid-19 apresentaremos o produto em etapas, ao longo da safra, respeitando os protocolos de higiene e distanciamento social exigidos”, informa Aranega. Diferente dos demais, o surfactante à base do óleo da casca de laranja tem afinidade química com os tecidos vegetais das plantas, otimizando a absorção, sem causar agressão à camada cerosa, que protege as folhas e a planta como um todo.


O produto otimiza a ação de herbicidas, fungicidas, inseticidas e acaricidas em função de entregar o maior pacote de benefícios que um surfactante poderia oferecer. Um dos maiores destaques fica por conta da rápida absorção e translocação que o produto proporciona.


Consequentemente, ameniza efeitos indesejáveis como lavagem pela chuva, decomposição dos agroquímicos por raios UV e também problemas de fitotoxicidade. O uso do óleo da casca de laranja na agricultura e na pecuária é uma patente mundial da ORO AGRI que resultou na criação da tecnologia denominada TRANS-RAPID™.


Versátil, ainda reúne diferenciais importantes, como ótima homogeneização da calda, fator que evita o entupimento de filtros e bicos, bem como melhoras substanciais na cobertura e espalhamento. “No ano passado, realizamos ensaios em áreas experimentais, em parceria com instituições locais de pesquisa, considerando a associação do WETCIT®GOLD em diferentes realidades. Em conjunto com o principal fungicida utilizado aqui no Paraguai, por exemplo, os ganhos em produtividade chegaram a 10%, quando comparado com uso de outros adjuvantes comuns e/ou óleos”, finaliza o representante da ORO AGRI, ressaltando que maiores detalhes poderão ser apresentados ao final da safra.

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade