• Flavia Andrade

PSL divulga nota de repúdio sobre fala do deputado Coronel David

Nesta quarta-feira (25), o deputado Coronel David (PSL) utilizou à tribuna durante sessão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) para falar sobre notícias falsas que têm sido espalhadas em vídeo e sobre a invasão de seu aparelho celular. De acordo com o parlamentar, na noite da última terça-feira (24), foram divulgados vídeos com informação falsa, utilizando o seu próprio perfil de Whatsapp, ato por ele considerado possível ação de hackers.

Para o diretório estadual do PSL em Mato Grosso do Sul, a atitude do deputado estadual Coronel David, foi para associar a suposta invasão do seu aparelho celular ao diretório municipal do PSL em Campo Grande.

Confira a nota na integra:

Nota de Repúdio

O PSL (Partido Social Liberal) de Mato Grosso do Sul vem a público repudiar a manifestação do deputado estadual, Coronel David, que usou a tribuna na sessão desta quarta-feira (25) para associar a suposta invasão do seu aparelho celular ao PSL Campo Grande.

O partido repudia a denúncia do parlamentar e reforça que a suposta invasão de eletrônicos é crime e, como tal, deve ser apurada pelas autoridades competentes. O PSL não se responsabiliza e não tem a gerência sobre a opinião de pessoas apoiadoras da Direita, do presidente Jair Bolsonaro e que estão imbuídas com a mudança do Brasil.

Durante a sessão, o parlamentar afirmou que a suposta invasão ao seu telefone foi feita por integrantes do PSL Campo Grande para a divulgação de um vídeo, produzido pelo líder do Juventude Nacional do PSL, Bruno Luiz Gomides, que cobrou um posicionamento mais coerente do deputado sul-mato-grossense, Coronel David, com relação à votação favorável para que o ex-senador, Delcídio do Amaral, recebesse a Comenda de Mérito Legislativo. A pessoa que aparece no vídeo, totalmente opinativo, expressa sua indignação ao ver um parlamentar que se diz alinhado ao Governo Bolsonaro homenagear um político que representou um partido responsável por décadas de retrocesso no desenvolvimento do nosso País.

O PSL preza pela lisura e pelo combate à velha política que usa desse tipo de tática de difamação. Conduta confirmada com o posicionamento do PSL no vazamento das mensagens trocadas pelos procuradores da Lava Jato divulgadas pelo Intercept Brasil. Hackear celulares é crime, assim como levantar denúncias sem provas.

Do mesmo modo, o PSL não pode se esquivar de se posicionar também contra o voto do deputado em relação à homenagem do ex-senador, político que não representa a mudança e traz em seu cerne o ranço de tudo o que o brasileiro quer esquecer.

Vale destacar que o PSL não apoia a votação de moções, comendas ou congratulações e homenagens a personalidades ou ex-integrantes de partidos de esquerda e daqueles que não representam o clamor de mudança que a população foi às ruas e urnas para conquistar.

O deputado, Coronel David, que já foi integrante do PT do B, Comandante-geral da Polícia Militar de MS na gestão do, então, governador André Puccinelli (PMDB), e também participou das fileiras do PSC, antes de se filiar ao PSL, tem se afastado dos preceitos estabelecidos de trabalhar em prol dos cidadãos brasileiros, ao aprovar e votar em medidas contrárias ao desenvolvimento e ao bem-estar da população. Propor, aprovar e ser autor de projeto são alguns dos muitos posicionamentos que não condizem com os anseios da população brasileira.

O Coronel David é autor da emenda do Projeto de Lei que limita a atuação do Ministério Público. Ele votou a favor da PL 9/2019 que reduziu em 30% o salário dos professores. Além disso, David, mesmo sendo coautor da PL 157/2019 que proíbe a população de usar a tribuna - Lei da Mordaça-, se ausentou durante a hora da votação. Dentre outros e, por fim, David votou a favor de homenagear o ex-senador Delcídio do Amaral com a Comenda de Mérito Legislativo.

E, promovendo desunião e um ‘literal’ racha entre os membros do partido, que tem como foco a real transformação do País, em prol do interesse coletivo e não individual, o Coronel David tem constantemente atacado a senadora do PSL, Soraya Thronicke, a presidente do diretório estadual, em entrevistas para diversos veículos de comunicação, na tentativa de desqualificar o trabalho desenvolvido pela parlamentar. O PSL MS lamenta que o Coronel David se esquiva do diálogo e prefere outros caminhos para solução dos problemas internos do partido.

Por fim, diante do cenário exposto, o partido reitera que está à disposição para esclarecimentos e que zela pela união e fortalecimento do partido e da população que foi às ruas pedindo mudança, assim como da condução das ações de seus parlamentares eleitos, com foco nos valores do Governo Bolsonaro de transparência, combate à corrupção e no resgate dos valores éticos e morais.

(Foto: Wagner Guimarães/Alms)

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade