• Flavia Andrade

Setor de leite tem nova regulamentação a partir de maio deste ano e Produtores terão que se adequar

As instruções normativas foram publicadas em novembro de 2018 pelo MAPA e passam a vigorar em Maio de 2019.



As instruções normativas foram publicadas em novembro de 2018 pelo MAPA e passam a vigorar em Maio de 2019. (MarceloCasal/AgênciaBrasil)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, publicou as instruções normativas 76 e 77, sobre as novas regras de produção, transporte, acondicionamento e armazenamento da produção de leite.


Com isso, a Federação da Agricultura e Pecuária (Famasul), alerta sobre a importância da adequação do setor. De acordo com o diretor-secretário da Famasul, Frederico Stella, “As mudanças também representam um desafio para as indústrias do setor que precisam, por exemplo, rever a logística de coleta. É muito importante seguir os parâmetros estabelecidos nas INs, para que se produza um leite de qualidade”, declara.


A Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar - MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), orientam as propriedades rurais assistidas, fornecendo orientação de manejo e conhecimentos relacionados com as mudanças. Segundo o coordenador técnico do Senar-MS, Francisco Paredes, “Com o Mais Leite, programa que atende mil propriedades rurais no estado, o criador tem acesso a capacitações que proporcionam adequação à normativa. Nova lei é fundamental porque direciona a melhoria dos processos da qualidade da matéria-prima”, relata.


A partir do dia 30 de maio de 2019, produtores e empresas que beneficiam o leite terão que obedecer as novas legislações. Para conhecer, na íntegra, o conteúdo das instruções normativas.

0 visualização

067996110911

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2018 by Flavia Andrade